fbpx

Coworking: o que é e como funciona esse modelo de trabalho?

coworking1

Trabalhar fora de seu apartamento, conhecer pessoas da sua área de atuação e ter contato mais próximo com os seus vizinhos. Descer de elevador, fazer as suas tarefas e cumprir os seus horários. Essas são algumas das vantagens do coworking, um modelo de trabalho que está em alta há alguns anos e promete crescer ainda mais.

Manter o seu escritório em seu condomínio, ter salas para receber clientes e contar com serviços diários. Um coworking tem essas características como diferenciais que, assim como um escritório em um prédio comercial, o tornam atrativo. Dos profissionais autônomos aos grandes empreendedores, muitos usaram ou usam essa alternativa.

Neste artigo, você vai saber mais sobre um modelo de trabalho que é a primeira opção de muita gente!

Coworking

O que é um coworking?

Basicamente, coworking é um espaço de trabalho compartilhado. Esse é um resumo, mas tem muitas entrelinhas sobre as suas características e os seus diferenciais.

Afinal, esse espaço pode ser tanto inteiramente aberto, onde as pessoas trabalham em mesas pequenas ou grandes, quanto fechado, com salas separadas que oferecem mais privacidade.

Ponto alto de um coworking é a sua sustentabilidade, que agrega bem-estar e produtividade a quem frequenta o espaço.

Jardins verticais, conceitos verdes como a aplicação do porcelanato e áreas de descompressão  locais para descansar e se entreter  são destaques em coworkings.

Aliás, todos esses recursos e tendências comuns a escritórios externos são hoje empregados especialmente em coworkings de prédios residenciais.

Qual é a origem do coworking?

O espaço de trabalho compartilhado teve origem nos Estados Unidos. Trata-se de uma criação do engenheiro de softwares Brad Neuberg.

Neuberg e alguns amigos fundaram o Hat Factory, um espaço para compartilhar conhecimentos. Desde então, esse modelo de trabalho se espalhou pelo mundo inteiro e se tornou o favorito de muitas pessoas.

Contudo, o que o Hat Factory fez foi moldar o modelo de trabalho ao momento e dar a ele um nome mais atrativo, pois algumas práticas semelhantes já existiam.

Nos anos 1990, modelos similares de escritórios compartilhados eram usados em alguns projetos, mesmo que em caráter experimental. Era o prenúncio de um novo estilo de trabalhar que chegaria para valer.

No entanto, o projeto mais antigo do tipo é do premiado arquiteto Frank Lloyd Wright. Ele projetou e executou obras do tipo, como o Larkin Administration Building, na cidade de Buffalo, nos Estados Unidos.

O projeto é de 1903. Ou seja, o coworking foi desenhado no começo do século XX e só se tornou moderno de 2000 para cá.

Como o coworking funciona na prática?

Resumidamente, um coworking fornece espaço e estrutura completa, dentro de prédios residenciais ou não, para se trabalhar.

Quanto ao local de trabalho, um bom coworking oferece tudo o que é necessário para se trabalhar com qualidade e bem-estar pelo tempo que for preciso.

Assim, são oferecidos desde equipamentos básicos, como mesas, cadeiras e iluminação, a ambientes essenciais, como salas de reuniões, uma cozinha, toaletes e área de descanso.

Onde um coworking pode funcionar?

Com uma alta de 25% do mercado de coworking no país, segundo a organização Coworking Brasil, esse modelo se espalha por diversos tipos de imóveis.

No entanto, pacotes acessíveis, estrutura completa, conectividade garantida e alguma privacidade, além de boa mobilidade, são aspectos essenciais em qualquer espaço.

Portanto, confira os principais.

Edifícios empresariais

Muitos prédios empresariais contam com andares inteiros alugados para poucas empresas e, eventualmente, aproveitam essas grandes áreas como coworking.

Com estrutura, acessibilidade, recepção e funcionários para esse modelo de trabalho, eventualmente eles se tornam verdadeiros centros de compartilhamento.

A tendência é que muitos edifícios empresariais continuem a transformar as suas grandes salas em espaços de coworking.

Centros corporativos

O coworking também funciona em centros corporativos. Aliás, esses espaços com várias torres têm andares e salas perfeitos para esse tipo de escritório.

Amplitude, segurança, restaurantes e estacionamentos, além de muito networking com pessoas de todo o mundo, fazem desses espaços bastante atraentes. Especialmente para quem começa um negócio ou precisa de mobilidade.

A área ainda favorece quem já está estabelecido no trabalho ou negócio e precisa conhecer outras pessoas para firmar parcerias.

Imóveis comerciais

Imóveis comerciais, sejam casas ou salas, também funcionam como coworking. Afinal, o local não precisa de uma estrutura tão complexa inicialmente para atender bem a todos os usuários.

Com espaço suficiente para uma circulação livre e um bom serviço, sem dúvida esses imóveis são perfeitos para o modelo de trabalho.

Casas e sobrados

Imóveis residenciais também adentram nesse modelo.

Em alguns casos, os moradores contam com duas casas no mesmo terreno ou uma grande área construída, que podem dedicar parcialmente para esse tipo de negócio.

Com algumas adaptações, o imóvel pode receber diversos profissionais em segurança e proporcionar um local de trabalho fora de casa bastante eficiente.

Prédios residenciais

Os coworkings são a nova aposta nas áreas comuns dos prédios residenciais por diversos motivos que fazem total diferença na vida dos moradores.

Quem trabalha em home office, seja de modo temporário ou definitivo, muitas vezes não conta com um espaço que possa dedicar ao trabalho em casa.

Ter a facilidade de uma área projetada com o conforto e todos os recursos para o seu trabalho a poucos passos do apartamento é muito conveniente.

É nesse contexto que um coworking em prédio se encaixa perfeitamente. Com regras específicas sobre usos e horários, o espaço é ideal para profissionais de diversas áreas fazerem negócios.

O coworking mostra, a cada dia, que funciona para diversas pessoas e em diferentes espaços. Dos edifícios empresariais aos prédios residenciais, o local oferece muitas razões para os profissionais aderirem a ele. Certamente, não é uma tendência passageira.

Gostou do artigo? Então, que tal você se aprofundar no assunto? Saiba como o coworking funciona em prédios residenciais e entenda as vantagens desse espaço!

Categorias e Tags relacionadas