fbpx

Adega em apartamento: 5 dicas para montar e organizar a sua

Apreciar um vinho é um momento único. Afinal, durante essa experiência conseguimos conhecer bebidas deliciosas, além de descobrir novos aromas, harmonizar com diferentes pratos e, principalmente, garantir encontros incríveis com familiares e amigos. Entretanto, para que essas ocasiões sejam realmente completas, é preciso ter uma boa adega em apartamento.

Ou seja, um local exclusivo para armazenar as garrafas corretamente e refrigerá-las na temperatura indicada, sem correr o risco de prejudicar o desempenho do vinho ao longo da degustação. Inclusive, uma boa adega em seu lar é a saída ideal para evitar a proliferação de fungos, que podem surgir nas rolhas, assim como outros problemas relacionados à umidade.

Com essas informações, o que você acha de aprender agora mesmo como montar e organizar o seu cantinho dos vinhos? Neste artigo, revelamos quais são os elementos fundamentais para você criar um projeto de adega em apartamento e, assim, conquistar esse espaço tão sofisticado. Acompanhe a leitura para ficar por dentro desse assunto!

Qual é a função de uma adega de vinhos?

Há tempos que a adega é utilizada com o intuito de proteger os vinhos. Segundo registros históricos, uma antepassada da estrutura que conhecemos hoje já existia em 5000 a.C.

Certas civilizações tinham o costume de deixar vasos cheios da bebida enterrados por longos períodos até a chegada da primavera.

Posteriormente, esses recipientes eram trocados e a bebida era enterrada mais uma vez, até que a pessoa responsável pelo processo autorizasse a sua retirada do solo.

Acontece que o tempo passou e, agora, já não precisamos recorrer a essa técnica. Com a tecnologia, as pessoas armazenam o líquido em estruturas específicas, como a adega.

Da mesma maneira que acontece com outros ingredientes, quando não é guardado da forma correta, o vinho pode acabar estragando.

Inclusive, existem vários fatores que contribuem para que a bebida tenha as suas propriedades alteradas. Entre eles, destacamos a temperatura, a luminosidade e a umidade do espaço onde ela é armazenada.

Assim, todas essas variáveis devem ser controladas em uma adega em apartamento, que será a responsável por promover o cenário ideal para que o vinho se mantenha impecável por muito tempo.

Como montar e organizar uma adega em apartamento? 5 dicas!

Uma vez no mundo dos vinhos, vai ser difícil você querer abandoná-lo. Isso porque colecionar rótulos pode se tornar um hábito muito prazeroso e até divertido.

Em algumas situações, contar com uma adega em apartamento ainda consegue valorizar o visual do ambiente, o deixando convidativo e exclusivo.

Entretanto, antes de investir na ideia e montar o seu arsenal de garrafas, é interessante conhecer os detalhes responsáveis por garantir o bom armazenamento das bebidas.

A seguir, contamos os principais deles. Vamos lá?

Adega em apartamento

1. Escolha o melhor local

Primeiramente, você precisará escolher muito bem o local onde a sua adega será montada. Mas nada de se preocupar! Existem vários pontos de um imóvel que podem ser utilizados para essa finalidade.

Caso você tenha — ou queira ter — muitos rótulos, considere utilizar um cômodo inteiro para esse fim. Agora, se há pouco espaço, sem problemas. A sua adega também pode ser mais compacta, ocupando somente uma parede da sala de jantar ou da área gourmet.

Independentemente do ambiente eleito para a sua adega em apartamento, lembre-se de que o espaço não poderá ser muito quente ou receber iluminação direta, seja solar ou artificial. Assim, você garantirá que as suas garrafas fiquem sempre protegidas.

2. Identifique os materiais certos

Frequentemente, as adegas são construídas em madeira. E há uma boa razão para isso: tal material é um dos que mais facilitam a manutenção da temperatura desse tipo de estrutura, impedindo que ela fique quente ou fria demais.

Contudo, não estamos falando de qualquer madeira. Dentre as opções mais indicadas para essa finalidade está o mogno, que é resistente, visualmente atrativo e capaz de preservar a qualidade da bebida. Fora essa, há outras alternativas igualmente valiosas. O pinheiro, o carvalho, a peroba e o cedro completam o ranking.

3. Garanta a estabilidade das garrafas

Você sabia que qualquer movimento mais brusco pode comprometer o conteúdo das garrafas de vinho? Dependendo de como for a trepidação, é possível causar uma grande pressão interna, fazendo com que a rolha seja forçada para fora, o que acaba danificando o líquido.

Portanto, procure prezar ao máximo pela estabilidade dos rótulos, a fim de que eles permaneçam impecáveis por um longo período! Tal cuidado é simples: basta contar com uma estrutura firme e segura, longe de locais onde há grande circulação de pessoas.

4. Cuide da temperatura e da umidade

Ao armazenar o vinho em um local inapropriado, é possível que a rolha fique comprometida. No entanto, essa é uma das partes mais relevantes da garrafa, uma vez que é a responsável por vedar o espaço e controlar a umidade interna.

Para exemplificar, destacamos os momentos em que a rolha se encontra úmida. Nesses casos, as chances do surgimento de fungos são bem maiores, o que acaba comprometendo completamente a bebida.

Em contraponto, quando a umidade está baixa, a garrafa fica muito seca e pode rachar, permitindo a entrada de oxigênio e resultando na oxidação do líquido.

Sendo assim, a melhor alternativa é colocar todas as garrafas na posição horizontal, para fazer com que a rolha permaneça sempre úmida.

E mais: se você sentir a necessidade de manter o ambiente mais refrigerado, existe a possibilidade de adicionar um umidificador portátil no local.

A temperatura ideal

É essencial ficar de olho na temperatura da sua adega em apartamento.

Infelizmente, o calor é um dos grandes vilões para quem deseja armazenar um vinho de qualidade, pois esse fator colabora para que a bebida envelheça com rapidez e tenha as suas características prejudicadas.

De modo algum deixe o espaço em uma temperatura acima de 21 °C; de preferência, ela deve ficar entre 12 °C e 16 °C.

5. Preze pela organização

Existem várias maneiras de organizar os vinhos na sua adega em apartamento. Primeiramente, as garrafas devem ser guardadas deitadas, para que a rolha esteja sempre em contato com a bebida e não permita a entrada de ar.

Aliás, é interessante armazenar os itens de acordo com os rótulos que saem mais, ou seja, as suas garrafas preferidas. Essas devem estar localizadas em uma área de fácil acesso, para que você não tenha dificuldade na hora de pegá-las.

Tente também dividir os seus vinhos em categorias para facilitar a organização e a sua experiência. Eles podem ser agrupados das seguintes maneiras:

  • por país de origem: África do Sul, Estados Unidos, França, Itália etc;
  • pela uva: Malbec, Chardonnay, Merlot etc;
  • pelo tipo: branco, rosé, tinto ou espumante.

Se quiser facilitar essa tarefa, o uso de tags e etiquetas é ideal, já que manterá as garrafas devidamente identificadas e com informações precisas sobre cada bebida.

Por fim, caso você beba um vinho e sobre um pouco de conteúdo, a recomendação é jamais levá-lo novamente para a adega, mas sim mantê-lo refrigerado na geladeira.

O que achou dessas dicas sobre como montar e organizar uma adega em apartamento? Acredita que, após essa leitura, vai ficar mais simples conquistar o cantinho que você sempre sonhou?

Caso queira ficar por dentro de outras dicas sobre o universo da decoração, aproveite para acompanhar as nossas redes sociais: FacebookInstagram e YouTube. Será um prazer ter você por perto!

Categorias e Tags relacionadas