fbpx

Berço para bebê: como acertar nessa escolha?

Sem dúvida, a chegada de um filho é um acontecimento único, responsável por muitas mudanças na rotina de uma família. Assim que ficamos sabendo da grande novidade, saímos em busca do enxoval ideal. Porém, entre tantas tarefas, uma que não pode ficar para depois é a escolha do berço para bebê.

Essa mobília, tradicional do quarto infantil, deve ser muito bem escolhida. Afinal, além de acomodar o pequeno, ela ajuda a evidenciar a proposta do projeto de interiores. Assim, é necessário investir em uma peça que seja bonita, segura e, claro, perfeita para garantir total conforto ao novo integrante da família. 

Mas será que você sabe como acertar nessa compra? É comum que papais de primeira viagem fiquem com dúvidas na hora de escolher o móvel ideal. Para acabar com qualquer indecisão, vamos apresentar neste artigo algumas dicas de experts no assunto. Confira!

Fique de olho no tamanho do berço para bebê

Em primeiro lugar, devemos ficar de olho no tamanho do berço para bebê. Normalmente, os modelos disponíveis no mercado contam com o famoso padrão americano, com 130 cm de comprimento e 70 cm de largura. 

Mas é necessário ficar atento. Tais medidas se referem somente à área interna da mobília e, portanto, você deve utilizá-las como referência na hora da escolha do colchão.

Agora, se você for considerar as grades e os demais acessórios, é provável que o bercinho passe de 150 cm de comprimento e 80 cm de largura. Por isso, considere esses detalhes, especialmente se você conta com pouco espaço disponível no cômodo. 

No entanto, se a ideia for investir em um móvel de metragem específica, tudo bem! Recorra aos modelos feitos sob medida, de lojas especializadas ou marceneiros de confiança.

Conheça os modelos de berço mais procurados

Uma boa notícia: ao sair em busca de um berço para bebê, você encontrará muitos modelos diferentes. Uns, mais clássicos, para quem busca montar um quarto tradicional. Outros, bem modernos, para quem deseja criar um ambiente original. Vamos a eles!

  • tradicional: é uma versão prática para quem precisa montar o quartinho com rapidez. Existem ainda dois padrões que se encaixam nessa proposta — o americano e o brasileiro. Ambos têm medidas menores e são mais econômicos;

  • com cômoda: o tipo de berço ideal para quem deseja aproveitar bem a metragem do ambiente e economizar na compra dos móveis. Com duas funções, a peça conta com uma cômoda lateral, que também serve como um trocador. Você ainda pode aproveitar o espaço para organizar os produtos de higiene e as roupinhas da criança;

  • multifuncional: ainda temos o berço que pode virar uma minicama. Resumidamente, o modelo consegue ser desmontado, colocando o estrado em uma posição inferior e transformando a peça em uma cama com as mesmas medidas do bercinho. É uma excelente saída para quem deseja prolongar o uso do móvel por alguns anos;

  • oval: excelente para os primeiros meses do neném. Boa parte desses modelos ainda vem com um colchão de formato apropriado. Certamente, é uma solução com grande apelo estético, pois foge dos berços tradicionais;

  • moisés: versão com design delicado. Permite regulagem na altura das grades e, muitas vezes, também conta com uma prateleira inferior para organizar objetos. Reúne conforto e segurança em um só móvel, fazendo com que o cômodo também fique sofisticado.

Invista em produtos de alta qualidade

Com certeza, você deseja que o seu bem mais precioso esteja em constante segurança, certo? Assim, avalie a qualidade do berço para bebê. 

De acordo com a legislação brasileira, os móveis infantis devem seguir as exigências estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). 

Portanto, fique de olho: ao escolher o mobiliário, verifique se ele conta com tal selo. Pesquise ao máximo a respeito da peça e cheque se ela conta com estrutura segura e manual de montagem.

Berço para bebê

Preste atenção nos materiais

Os berços podem ser fabricados a partir de diferentes materiais, como a madeira, o ferro e até o vime. No entanto, as versões mais comuns são aquelas feitas em madeira ou MDF.

A primeira opção é mais tradicional. Indicamos ela, se você preza por sofisticação e pretende reutilizar a peça em outros momentos da vida.

O MDF, por sua vez, apresenta um valor acessível. Mas você precisa escolher cuidadosamente, sempre observando a resistência.

Observe os detalhes da mobília

“O segredo está nos detalhes”! Essa frase é muito conhecida e, em se tratando do berço para bebê, faz todo sentido. Para garantir a melhor escolha, você precisa analisar todas as características do móvel.

Esse é o caso das quinas. Se quiser minimizar ao máximo o risco de acidentes, prefira as versões com as extremidades arredondadas, sem nenhum elemento que possa machucar.

Você também pode se perguntar sobre a necessidade de uma grade móvel. Ela pode ser útil para que você tenha fácil acesso ao interior da peça durante os primeiros dias de vida do neném. 

De qualquer forma, é muito importante testar a grade antes de fazer a compra. Somente assim você saberá se o sistema de travas funciona corretamente e se ela oferece toda a segurança que esse tipo de conjunto deve ter.

Alguns papais preferem os berços com rodinhas, que são mais práticos, principalmente na hora de limpar o quarto. Contudo, verifique se o móvel conta com um sistema de travas eficiente, para impedir que a peça mude de lugar quando o neném estiver agitado.

Lembre-se que o kit berço também é fundamental

O berço para bebê precisa de roupas de cama específicas. Em geral, esses itens são chamados de kit berço. Você pode encontrá-los facilmente em lojas do ramo.

Tais conjuntos são compostos por lençóis, fronhas, mantinhas, edredons, almofadas e até protetores laterais, para que o pequeno não esbarre na estrutura do móvel. 

A dica é observar se essas peças são confeccionadas em tecidos antialérgicos e macios. As versões em algodão ou linho, por exemplo, são boas pedidas.

Compre outros itens importantes

Por fim, você não pode esquecer outros elementos importantíssimos, que ajudarão o seu bebê a ter mais conforto e segurança. Veja em seguida quais são eles:

  • um colchão confortável e devidamente aprovado pelo Inmetro;
  • uma capa para proteger o colchão. É necessário que o produto seja impermeável;
  • mosquiteiro, para quem vive no campo ou litoral. A opção ajuda a impedir que insetos cheguem no neném, causando picadas ou alergias;
  • o móbile também é ótimo para entreter o recém-nascido. No mercado, existem desde as peças simples, artesanais, até as modernas, que funcionam por controle remoto.

Com essas recomendações, a escolha do berço para bebê certamente ficará muito mais tranquila. É só colocá-las em prática durante a pesquisa pela peça ideal. 

Gostou das nossas dicas e quer conferir outros conteúdos exclusivos como este? Então, aproveite para acompanhar os nossos perfis nas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube. Vamos adorar encontrar você por lá também!

Categorias e Tags relacionadas