fbpx

Cristaleira: leve esse móvel charmoso para a sua decoração

cristaleira1

Muitas vezes, temos espaço de sobra dentro de casa, mas não sabemos como aproveitá-lo corretamente. Nessas situações, uma boa saída é investir em móveis capazes de garantir mais praticidade e beleza. E acredite se quiser: uma das melhores opções é a boa e velha cristaleira.

Sim, ainda hoje as pessoas utilizam essa mobília a fim de garantir mais estilo e organização para um cômodo. Atemporal, você pode encontrar a peça em diferentes modelos e materiais. Assim, é possível armazenar taças e louças da maneira correta — longe da poeira, da umidade e de acidentes.

Quer saber como usar essa estrutura da melhor forma possível? Então, leia este artigo completo. Nele, explicamos todos os detalhes para aproveitar a sua cristaleira ao máximo e, até mesmo, identificar o modelo mais apropriado para o seu lar. Anote já!

Afinal, o que é uma cristaleira?

Se você é uma pessoa que gosta de decoração, sem dúvida já ouviu falar na cristaleira. Basicamente, a peça consiste em um armário pequeno, com portas e prateleiras feitas em vidro, para que todos os itens armazenados em seu interior possam ser vistos do lado de fora.

Por isso, todos os elementos guardados no interior dessa mobília devem apresentar um bom visual. E não só isso: também é preciso que cada item esteja bem posicionado, transmitindo a impressão de cuidado e sofisticação aos moradores e convidados de uma residência.

Durante muitos anos, a cristaleira foi amplamente usada em salas de jantar, com o objetivo de expor louças, taças e cristais. Assim, ela acabou se tornando um verdadeiro símbolo de nobreza e requinte.

A origem do móvel

Apesar de ser um elemento bastante presente nas casas dos brasileiros, são poucas as pessoas que, de fato, conhecem a origem da cristaleira.

Podemos dizer que tudo começou graças a uma rainha da Inglaterra, Mary II. Na época de seu reinado, no século XVII, a nobre era completamente apaixonada por louças e tinha uma vasta coleção de porcelanas brancas e azuis.

Ela solicitou que um de seus artesãos criasse um móvel próprio para expor esses objetos — e, de lá para cá, muitas pessoas aderiram à ideia.

Primeiramente, tal costume ficou conhecido na Europa e, anos depois, chegou aos Estados Unidos. No Brasil, a estrutura ganhou popularidade devido aos costumes da corte de Portugal.

Por muito tempo, a cristaleira esteve presente nos lares brasileiros. Mas, após um período, ela acabou caindo em desuso.

Recentemente, essa proposta voltou com tudo e, a cada dia, mais pessoas investem na ideia para tornar a decoração atraente. Interessante, não é mesmo?

Quais são as principais funções de uma cristaleira?

Após o retorno da cristaleira para a decoração contemporânea, as pessoas começaram a utilizar o móvel de outras maneiras.

Se antes era comum encontrar o mobiliário sendo aproveitado para guardar louças e cristais, agora, a peça também pode servir para armazenar itens de colecionador e outros objetos.

Confira algumas ideias!

Função original

Tradicionalmente, esse tipo de mobília pode ser aproveitado para exibir louças, cristais e, inclusive, peças herdadas pela família ou oriundas de antiquários.

Nesse caso, a estrutura fica ótima quando posicionada na sala de jantar, de estar ou na cozinha, dependendo da disposição dos cômodos no imóvel.

Livros e itens de colecionador

Outra maneira incrível de usar a cristaleira é aproveitar o seu espaço interno para guardar livros ou objetos colecionáveis.

Assim, o móvel servirá como uma espécie de vitrine para expor as suas coleções, recordações de viagens e por aí em diante.

Nesse sentido, você pode colocar a mobília em diferentes ambientes do lar — da sala de estar ao home office.

Bar

Acredite se quiser: muitas pessoas também utilizam a cristaleira como uma espécie de bar!

Nela, você conseguirá armazenar taças e copos em diferentes formatos, bem como garrafas de bebida e acessórios para preparar drinques.

Belo e elegante, o móvel deixará a sua decoração mais interessante e pronta para as confraternizações.

Joias

Para os colecionadores de joias, a cristaleira pode ser uma excelente solução para expor os seus bens materiais.

Assim, não é raro encontrar pessoas que aproveitam a estrutura para expor diamantes, outras pedras preciosas e demais relíquias.

Desse modo, o seu lar terá um toque extra de história e, claro, luxo.

Como escolher o modelo de cristaleira certo?

No mercado de décor, você encontrará uma ampla gama de cristaleiras. Existem aquelas rústicas, fabricadas em madeiras nobres; as minimalistas, compostas por aço e vidro; e, até mesmo, versões coloridas, que são ótimas para dar uma pitada de alegria a um espaço.

Independentemente do modelo escolhido, uma coisa é certa: será preciso analisar alguns detalhes antes de adquirir a sua. Comece verificando o espaço disponível no imóvel para, então, posicionar o móvel de maneira adequada no ambiente escolhido.

Isso porque, em cômodos muito amplos, uma cristaleira pequena pode “desaparecer”. Já as versões grandes demais tendem a ficar apertadas e comprometer a circulação em áreas mais estreitas.

Também indicamos ousar na escolha do local. Afinal, em vez de instalar esse tipo de mobília na sala de estar ou de jantar, é possível ir além.

Atualmente, tal estrutura é muito usada na decoração do home office, de closets, do hall de entrada, dos dormitórios e, até mesmo, dos banheiros.

Por fim, tenha em mente que a decoração da parte interna da cristaleira precisa estar em sintonia com a proposta do cômodo. Em um dormitório, por exemplo, o ideal é armazenar somente bolsas, sapatos ou joias.

E aí, depois dessas informações sobre a cristaleira você já se sente confiante para usar e abusar desse móvel em seu apartamento? É só seguir as nossas dicas e garantir um espaço repleto de personalidade.

Se gostou da leitura e quer receber outros conteúdos exclusivos como este, acompanhe as nossas páginas nas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube. Até mais!

Categorias e Tags relacionadas