fbpx

9 cuidados com os animais de estimação em apartamentos pequenos

Os cuidados com os animais de estimação devem ficar sempre em primeiro plano. Isso garante a saúde dos bichos e da família, além de conforto.

Os pets proporcionam companhia, alegria e outros benefícios emocionais para pessoas de todas as idades. Mas é preciso ter responsabilidade com eles, principalmente em ambientes compactos, como é o caso dos apartamentos pequenos.

Neste artigo, você vai conferir as dicas essenciais para manter os cuidados com os animais de estimação. Elas vão garantir a harmonia no seu imóvel, no condomínio e na vida de vocês!

1. Os cuidados com os animais exigem prestar atenção nas regras do condomínio

Condomínios têm horários para diversas atividades, principalmente por motivos como segurança e convivência.

Tais determinações valem especialmente para o uso de áreas comuns. E com as normas para cuidar dos bichos não seria diferente.

Portanto, para manter os cuidados com os animais e não quebrar as regras sem saber, confira o regulamento para quem tem pets no condomínio.

Você pode pedi-lo ao síndico ou à empresa administradora do prédio.

2. Instalar telas de proteção em janelas e sacadas

Engana-se quem pensa que as telas de proteção valem apenas para aqueles que têm gatos em apartamentos pequenos. Esses itens de segurança também evitam que cachorros e outros pets fujam e/ou se acidentem nos condomínios.

Por isso, antes de levar um bicho para dentro do seu lar, contrate uma empresa especializada em instalar redes. Assim, você terá o imóvel preparado para preservar a integridade do animal e comprovar ao síndico que segue as regras.

3. Fazer um período de adaptação com o pet

Para cuidar dos animais em apartamentos pequenos, com a garantia de que eles e você se sentirão confortáveis, é necessário um período de adaptação.

Primeiramente, analise a área disponível e defina onde será o local do seu pet dormir, seja um gato, cachorro, roedor etc.

Dê preferência a um espaço que não interfira na circulação da família pelo imóvel e nem no sono do bicho de estimação.

Em seguida, leve o animal ao local e observe atentamente o comportamento dele. Veja se ele se adapta bem ou se será preciso trocar.

4. Montar um cantinho para ele

Montar um cantinho para garantir os cuidados com os animais exige, além de uma área para eles ficarem, outra para os seus acessórios.

Brinquedos, potes para ração e água e itens de higiene e limpeza devem ser bem alocados no apartamento. Afinal, precisam ficar separados dos produtos da despensa da família.

Essa organização ajuda o pet a encontrar rapidamente o pote de comida na hora em que ele estiver com fome, por exemplo.

Além disso, garante mais praticidade para você cuidar dele, principalmente quando ele precisar fazer necessidades no apartamento.

5. Comprar brinquedos e acessórios

Apartamentos pequenos não têm muito espaço para você organizar muitos brinquedos de bichos. Portanto, escolha poucos itens para que o animal brinque e observe se ele vai gostar das peças.

Muitas vezes, um pet se apega mais a um determinado item. Para imóveis compactos, isso é ótimo, pois otimiza a área e garante muita diversão.

Já outros produtos, como os potes de ração, o pacote de petiscos e os tapetes higiênicos, precisam ser armazenados longe do sol e da umidade.

Remédios e kits de higienização também devem ficar bem guardados e, de preferência, fora do alcance de crianças.

6. Garantir a limpeza diária

Um dos principais cuidados com os animais é a higienização frequente, tanto do bicho quanto dos ambientes que ele frequenta.

Para apartamentos pequenos, isso é bastante simples, uma vez que o espaço compacto facilita a limpeza da área onde o pet fica. Piso, estofados, brinquedos e outros itens devem ser limpos regularmente.

Quanto ao próprio animal, ao chegar de passeios pelo condomínio ou na rua, você deve limpar as patas dele. Um pano úmido e outro seco dão conta do recado.

Além disso, higienize as áreas íntimas do pet logo que ele fizer suas necessidades, especialmente se for peludo.

Certamente, esses cuidados com os animais manterão seu imóvel sempre limpo. O bicho terá muita liberdade para brincar dentro do lar, mas sem sujá-lo.

7. Fazer passeios regulares

Assim como os humanos, os pets sofrem com as consequências de uma vida sedentária. Portanto, eles devem ser levados para passeios regulares em ruas, parques e pelo condomínio.

Isso vai garantir a saúde física e reduzir a ansiedade deles, principalmente no caso de cachorros que adoram brincar com seus donos.

Como já mencionamos, depois desses passeios, sempre limpe as patinhas do animal com panos. Lave-os em seguida, para não acumular sujidades.

8. Levar ao veterinário periodicamente

Vacinas, medicamentos e outros tratamentos devem ser prioritários na vida de um bicho. Afinal, ele pode contrair doenças e sofrer muito com isso.

Além disso, em alguns casos, o pet pode comprometer a saúde de outros moradores do condomínio e seus respectivos animais. Exemplos são os surtos de pulgas e carrapatos.

Por isso, evite qualquer imprevisto na saúde do seu bicho que possa causar incômodos e reclamações dos vizinhos.

Mantenha os cuidados com o pet, acompanhando a carteira de vacinação e levando-o periodicamente ao veterinário.

Cuidados com os animais em apartamentos pequenos

9. Contar com um pet care no condomínio

Atualmente, o pet care é essencial para cuidar dos animais com boa estrutura. E isso vale para quem quer viver em apartamentos pequenos ou grandes.

Um espaço pet tem área de sobra para brincar com os bichos, o que proporciona muita liberdade para tutores e animais.

Esse local dedicado também pode contar com tanque e secador, entre outros equipamentos essenciais para os cuidados com os animais.

Certamente, um pet care dentro do condomínio facilita muito a rotina de quem quer seus bichos sempre bem tratados e, é claro, na companhia da família.

Manter os cuidados com os animais é uma forma de proporcionar qualidade de vida aos seus pets. Isso dará longevidade a eles, além de ótimos momentos, aproveitando a alegria que só os bichos proporcionam.

Gostou do conteúdo? Acompanhe os nossos perfis nas redes sociais para conferir outras dicas como estas: Facebook, Instagram e YouTube!

Categorias e Tags relacionadas