fbpx

Mármore travertino: para criar ambientes luxuosos

marmoretravertino1

Com origem europeia, o mármore travertino agrega beleza, luxo e qualidade à decoração. O material é uma das primeiras opções para projetos de alto padrão no mundo todo, dados os seus diferenciais, que o tornam a pedra perfeita para qualquer ambiente.

Semelhante ao também luxuoso mármore carrara, o travertino eleva o projeto a outros patamares quando é bem aplicado. Com diferentes tipos, texturas e cores, o exemplar é presença garantida em obras históricas e contemporâneas.

Neste artigo, confira um dossiê sobre o mármore travertino: origens, tipos, acabamentos, usos, cuidados e substitutos. Portanto, tudo para que você possa tomar uma decisão informada e consciente sobre essa pedra nobre!

Qual é a origem do mármore travertino?

Originário da região de Tivoli, na Itália, o mármore travertino é extraído de rochas calcárias. Sua composição é rica em minérios como calcita, limonita e aragonita, que dão a cor bege típica da pedra e os veios em tons um pouco mais escuros.

Embora em menor abundância do que na Europa, a pedra travertina também pode ser encontrada em países como México, Turquia e Peru.

Por suas qualidades excepcionais, é uma das pedras mais usadas na história da arquitetura. Algumas das obras icônicas erguidas com esse tipo de mármore são o Coliseu e a Basílica de São Pedro, ambos na Itália, terra do travertino.

Quais são os tipos dessa pedra nobre?

No total, são oito os tipos de mármore travertino mais usados no mundo todo:

  1. romano: bege com veios em cor de terra;
  2. navona: bege bastante claro com veios minúsculos;
  3. noce: tom de chocolate e veios cinzas;
  4. nacional: também conhecido como Bege Bahia, com veios em tom de terra escura;
  5. silver: mescla tons como branco, petróleo, marrom e cinza;
  6. gold: tem cor que remete ao dourado;
  7. brown: é quase completamente marrom;
  8. negro: de cor-cinza escuro com pontos pretos.

Apesar de todos esses tipos, apenas três deles são muito usados em projetos no Brasil: romano, navona e nacional.

Romano

Tem alta durabilidade e resistência, o que faz dele a opção mais desejada para projetos residenciais e comerciais. Além disso, seu tom neutro oferece diversas possibilidades de decoração para vários ambientes.

Navona

Com coloração muito suave, é usado em paredes e locais de baixa circulação, para conservar melhor seu aspecto delicado.

Nacional

Com tons mais expressivos de marrom, é uma peça largamente usada no Brasil, em projetos para áreas internas e externas.

Quais são os acabamentos do mármore de Tivoli?

O mármore travertino tem vários tipos de texturas, o que faz com que algumas sejam mais apropriadas para determinados ambientes e usos do que outras.

Resinado

É a versão lixada e resinada, que dá um acabamento fosco ou brilhoso ao material. Pode ser usada em áreas descobertas e com tráfego de pessoas.

Levigado

Tem um aspecto opaco, fruto de vários lixamentos até chegar ao estado mais liso da pedra. Pode ser usado em áreas externas ou internas, mas deve ser protegido de líquidos.

Bruto

Na versão mais rústica, com buracos e aspecto seco, é a pedra pura. Porém, não deve ser usado em áreas úmidas, pois permite a infiltração de líquidos.

Onde usar a pedra na decoração?

O mármore travertino leva o projeto além, independentemente de onde ele for aplicado. Sua versatilidade ainda o torna mais especial, pois pode ser usado em diferentes propostas de arquitetura e decoração.

Banheiros

Ele pode ser usado como revestimento de boxes ou pisos, em versões que são resinadas e protegidas contra a umidade. Aliás, pelas cores neutras da maioria dos modelos, é perfeito em projetos de estilo campestre, escandinavo e clássico.

Mármore travertino

Pias e cubas

O mármore travertino é esculpido em diferentes tamanhos e ângulos para ser usado em pias e cubas de banheiros. Revela-se muito versátil nesse formato, com opções com caimento da água em rampa.

A peça ainda abre espaço para torneiras embutidas e modernas, que dão um toque contemporâneo ao projeto. Uma pia completa também pode ser feita, mas deve ser projetada sob medida para o espaço.

Pisos

O mármore travertino pode ser usado como piso em diferentes áreas do projeto, cabendo ao proprietário, junto ao arquiteto ou designer de interiores, escolher o mais adequado.

No geral, essa pedra confere um acabamento luxuoso e aconchegante, contribuindo para projetos em estilos clássico, neoclássico e rústico.

Revestimentos para parede

Também é possível usar o mármore originário de Tivoli como revestimento para parede. Como o preenchimento da área com o material fica evidente, vale usar elementos que suavizem o efeito do travertino, de modo a alcançar equilíbrio.

Painéis

Aliado de projetos que requerem tecnologia, o travertino pode ser cortado como painel de TV. Para garantir o destaque, a peça deve ficar no alto. Vale usar tipos e tons que contrastem com a decoração predominante no ambiente.

Escadas

Escadas ganham status de escultura com o mármore travertino. Ademais, ele confere um aspecto mais bruto ao ambiente, ao mesmo tempo que traz conforto.

Quais são os cuidados ao usar o mármore travertino?

Seja como uma pedra em seu estado bruto ou um modelo que recebe resina, o mármore travertino requer cuidados especiais.

Então, veja algumas precauções para manter a qualidade e beleza da pedra:

  • evite usar o material em pias de cozinha e áreas que podem colocar líquidos e gorduras em contato com a peça, pois ela mancha;
  • apesar de muito resistentes, os modelos mais brutos do travertino podem sofrer desgastes com o alto tráfego de pessoas no uso como piso. Então, ele deve ser evitado em locais com essa característica;
  • caso o mármore seja usado em áreas que terão contato com água, como pias e cubas de banheiros, deve ser impermeabilizado;
  • nunca use abrasivos como esponjas de aço ou outros materiais similares na limpeza da pedra. Eles comprometem o aspecto dela e trazem o risco de manchar de cor ferrugem.

Quais são os materiais semelhantes ao mármore travertino?

O mármore travertino tem o seu “irmão” carrara como alternativa para projetos de imóveis de alto padrão. No entanto, sua cor clara não tem o mesmo efeito estético da pedra natural de Tivoli.

Outro material que pode atender ao seu projeto com estilo e qualidade equivalentes ao do mármore é o porcelanato. Atualmente, há modelos que reproduzem diversos tipos de pedras e têm o diferencial de serem peças com baixíssima absorção de água.

Inserir o mármore travertino em um projeto é sinônimo de requinte e foco na qualidade do acabamento. Afinal, o material é cultuado em diversas regiões do mundo como parte essencial de projetos antigos e novos, de alto luxo e boa durabilidade.

Gostou deste artigo? Então, acompanhe as nossas redes sociais para receber mais conteúdos sobre o melhor da arquitetura e decoração de luxo: Facebook, Instagram e YouTube!

Categorias e Tags relacionadas