fbpx

Viagem para Paris: 6 atrativos para fugir do tradicional

viagemparaparis

Fazer uma viagem para Paris é sempre um sonho, independentemente de quantas vezes você já a tenha visitado. Também conhecida como Cidade Luz, ela tem um clima romântico, com diversos pontos de gastronomia e opções culturais que encantam turistas em qualquer época do ano. Mas uma coisa é certa: após conhecer a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, a Catedral de Notre-Dame e a Avenida Champs-Elysées, é provável que você deseje realizar passeios diferenciados.

A boa notícia é que a cidade conta com uma série de atrativos para quem deseja explorar o seu lado B e mergulhar profundamente no lifestyle parisiense. Lá, há a possibilidade de caminhar por ruínas, conferir de perto a arte de rua ou, simplesmente, experimentar um prato típico em um restaurante escondido em um bairro não tão famoso. No fim, a sua experiência será ainda mais rica e repleta de memórias agradáveis.

Como viajar faz bem para o corpo e a mente, decidimos compartilhar aqui no blog quais são essas paradas obrigatórias e os seus diferenciais. Para se aprofundar no assunto, continue a leitura, anote as nossas dicas e prepare-se para colocar o pé na estrada!

1. Visite ruínas romanas em sua viagem para Paris

Quando falamos sobre uma viagem para Paris, automaticamente imaginamos aquelas ruas belas, com lojas de grifes e cafés charmosos com mesas espalhadas pelas calçadas. No entanto, a capital francesa abriga diversos atrativos não tão conhecidos pelos turistas. Entre eles estão as ruínas romanas, que podem ser encontradas em diferentes pontos da cidade.

Uma dessas alternativas está situada bem perto da Catedral de Notre-Dame, onde você poderá explorar uma cripta arqueológica que mostra uma espécie de centro do que era a cidade romana de Lutetia. Essa localidade está logo à direita da Île-de-la-Cité e pode ser acessada facilmente com a ajuda do metrô.

Outra ótima opção é conhecer os salões de banho, situados no Museu de Cluny, no Quartier Latin. A instituição disponibiliza ao público diversos achados remanescentes do Império Romano e conta com um vasto acervo da Idade Média.

2. Roteiro do Chocolate

Muitas pessoas decidem fazer uma viagem para Paris com o intuito de apreciar a gastronomia local. Ao caminhar pela cidade, você não terá dificuldade em encontrar os mais variados restaurantes, que vão da clássica culinária francesa aos pratos de outros povos do mundo, como italianos, chineses, tailandeses e, até mesmo, brasileiros.

Entretanto, se você gosta mesmo de sobremesas, vale a pena investir no Roteiro do Chocolate. Trata-se de um tour guiado que tem duração de até três horas e leva os visitantes aos endereços que melhor produzem essa delícia.

Entre os mais clássicos, temos a padaria Poilâne, que foi inaugurada ainda nos anos 30, e a belíssima boutique Pierre Hermé, onde os turistas podem encontrar macarons fabricados a partir dos melhores ingredientes. Durante o programa, os guias fazem uma contextualização histórica e, às vezes, oferecem aulas de culinária ou um café extra.

Viagem para Paris

3. Museus nada convencionais

Paris é uma das cidades que mais abrigam museus no mundo. Então, na sua viagem, será possível conferir de tudo um pouco: acervos clássicos, relíquias diversas e, inclusive, alguns espaços com seleções temáticas, como museus de moda, de gastronomia e por aí em diante.

E, dentro desses inúmeros pontos turísticos, existem aqueles que não fazem parte do chamado turismo mainstream, ou seja, que são menos conhecidos, mas que contam com obras igualmente encantadoras.

Esse é o caso da Galerie de Paléontologie et d’Anatomie Comparée, que traz inúmeros exemplares de animais e plantas. Na mesma localidade, você também encontrará um charmoso jardim botânico e outros acervos com foco em história natural, além de um zoológico imperdível.

Gostou? Ainda há outras possibilidades de passeios em uma viagem para Paris. Veja:

  • Musée des Arts et Métiers: preserva objetos científicos e invenções;
  • Musée du Moyen Age: dedicado à Idade Média;
  • Palais de Tokyo: focado em arte moderna e contemporânea.
  • Musée de Quai Branly: reúne peças culturais e artísticas de povos indígenas do mundo inteiro.

4. Catacumbas de Paris

Esse é um passeio destinado aos turistas que gostam de história e adrenalina. No coração da cidade, a 20 metros abaixo do solo, estão as Catacumbas de Paris. Tal ponto turístico consiste em uma espécie de labirinto, onde os exploradores podem conferir restos mortais de milhões de cidadãos parisienses, originários de diferentes cemitérios da capital francesa.

Embora esteja aberto ao público desde 1809, esse espaço costuma ser menos visitado, mas carrega muita informação a respeito da história da cidade e pode ser uma excelente alternativa para aprender como funcionam alguns processos da municipalidade.

O mais interessante é que, por estar em uma profundidade considerável, o passeio possui temperatura de, no máximo, 14ºC. Fora isso, para realizá-lo, é indicado o uso de sapatos confortáveis e roupas leves, mas capazes de aquecer o corpo. Não se esqueça!

Viagem para Paris

5. Arte de rua na Cidade Luz

Engana-se quem imagina que a arte parisiense pode ser encontrada apenas dentro de museus ou galerias. Muito além disso, você, como turista, conseguirá apreciar alguns trabalhos de rua, que foram realizados por artistas renomados e podem ser vistos facilmente em um rápido passeio.

Atualmente, a maior concentração de grafites está na altura do Canal Saint Martin, no 10º Arrondissement. Lá, é possível avistar produções de grafiteiros franceses e de outras partes do mundo.

A vantagem é que na mesma região há excelentes opções de restaurantes, lojinhas e cafés, sendo uma ótima pedida para relaxar, fazer um lanche e apreciar a vista durante uma viagem para Paris.

6. Castelo de Chantilly

Antes de encerrar a nossa seleção, considere fazer um passeio um pouco longe da capital.

A 25 minutos de Paris, por exemplo, é possível explorar o Castelo de Chantilly — um palácio luxuoso, que foi construído em 1358 e é repleto de jardins. Para muitos, o destino é conhecido como Castelo das Artes, já que abriga o segundo maior acervo de pinturas da França, perdendo apenas para o do Louvre.

Foi lá que o cozinheiro François Vatel desenvolveu o chantilly. Sendo assim, você ainda pode apreciar essa iguaria, que é produzida no próprio castelo e servida aos turistas. É uma ótima opção para quem já visitou Versalhes e deseja vivenciar outras experiências ao redor da cidade.

Como vimos, uma viagem para Paris pode ser emocionante, esteja você visitando a cidade pela primeira ou décima vez.

Agora que você já se aprofundou no assunto e conheceu pontos alternativos para turistar, aproveite para acompanhar as nossas páginas nas redes sociais: Facebook, YouTube e Instagram.

Categorias e Tags relacionadas