fbpx

Arquitetura sustentável: você já sabe qual é a importância disso?

Arquitetura sustentável

É importante pensar na preservação do meio ambiente em todas as áreas das nossas vidas. Inclusive, buscando por projetos com arquitetura sustentável na hora de comprar um imóvel.

E esse é um assunto que não pode esperar. Em 2021, a humanidade consumiu todos os recursos naturais que o planeta é capaz de produzir em um ano.

Já em 2022, o chamado Dia de Sobrecarga da Terra chegou mais cedo para a Alemanha: aconteceu em 4 de maio.

Entre as medidas que podemos tomar para que esse dia demore a chegar é entender sobre o assunto e buscar por alternativas menos nocivas à natureza.

Esse é o caso da arquitetura sustentável, que você conhecerá melhor a seguir!

O que é sustentabilidade?

Esse é um termo cada vez mais comum, mas que nem todo mundo sabe definir muito bem. Basicamente, é a capacidade de sustentação ou de conservação de um sistema.

Consiste em explorar os recursos naturais de maneira que a gente consiga satisfazer nossas necessidades, mas sem impedir que gerações futuras façam o mesmo.

Geralmente, é associada às nossas ações em relação à natureza. No entanto, a palavra também se aplica a uma comunidade ou a todo o planeta.

Para que a sustentabilidade aconteça, é necessário unir três fatores, que dão suporte a esse conceito:

  1. econômico, que precisa considerar os aspectos abaixo. Tem relação com a produção, a distribuição e o consumo de todos os bens e serviços que temos à disposição;
  2. social, ou seja, pessoas e suas mais diversas condições de vida. Isso inclui saúde, educação e lazer, por exemplo;
  3. ambiental, que consiste em pensar como os recursos naturais são usados pelos indivíduos e pelas organizações.

Do chamado tripé da sustentabilidade é possível chegar a diferentes aplicações desse conceito. Entre eles está a arquitetura sustentável.

Como a arquitetura sustentável minimiza os impactos da construção civil?

A arquitetura sustentável, especificamente, consiste em adotar medidas e ações que consigam reduzir o impacto ambiental da construção civil.

Afinal, essa é uma prática que interfere diretamente no meio ambiente, seja durante a fase de obras de casas e prédios ou depois que eles estão habitados.

Para você ter uma ideia, quase 40% da emissão de CO2 no planeta vem da construção civil. Portanto, é urgente falar sobre arquitetura sustentável.

Até porque tudo pode ser otimizado. Desde a forma como o projeto é concebido até a utilização de materiais e tecnologias que consigam reduzir os danos à natureza.

Como resultado, a arquitetura sustentável é capaz de apresentar vantagens como:

  • maior qualidade de vida e bem-estar aos moradores;
  • preservação da qualidade do ar e da água;
  • menor custo operacional a longo prazo;
  • conservação do meio ambiente;
  • menor consumo de energia;
  • redução de resíduos.

O que um projeto de arquitetura sustentável deve ter?

Se você procura por um projeto com arquitetura sustentável, é importante ficar de olho em alguns quesitos. Reunimos os mais importantes a seguir. Confira!

Selos de sustentabilidade

São certificações dadas a projetos de arquitetura sustentável, que comprovam que eles cumprem quesitos considerados importantes para a preservação do meio ambiente.

No Brasil, entre os mais usados está o Leadership in Energy and Environmental Design (LEED). Seu foco é a eficiência energética residencial, incluindo condomínios e casas.

Há ainda o Acqua-HQE, as Certificações da GBC e o Acqua Social, só para citar alguns exemplos.

Melhor aproveitamento dos recursos naturais

Quando falamos em arquitetura sustentável, é importante otimizar os recursos naturais, como a ventilação e a iluminação.

Dessa maneira, é possível economizar energia elétrica e manter os espaços arejados, o que aumenta o bem-estar dos moradores.

No entanto, a arquitetura sustentável pode ir além, apresentando alternativas em áreas comuns de condomínios.

Com uma lavanderia compartilhada, por exemplo, dá para reduzir o consumo desse ambiente essencial. O mesmo acontece com outros espaços, como academia e até coworking.

Uso de materiais sustentáveis

Com o avanço da arquitetura sustentável, ficou mais fácil ter acesso a materiais tecnológicos, que sejam recicláveis ou feitos a partir de fontes renováveis, por exemplo.

De maneira geral, são fabricantes que se preocupam em contar com processos sustentáveis, desde a extração da matéria-prima até a sua distribuição e posterior reciclagem.

Nesse caminho, é possível reduzir o uso de recursos naturais, economizar energia e reaproveitar materiais e resíduos, como a água da chuva.

Preferência por fontes de energia sustentáveis

A energia solar está em alta e é uma das principais formas de aproveitar esse recurso natural e renovável. Há ainda outras alternativas, como a geração eólica e a geotérmica.

Em um projeto de arquitetura sustentável, os profissionais envolvidos podem ir além, pensando na posição da construção, na incidência de ventos e nas mudanças de estação, por exemplo.

Tudo isso ajuda a reduzir o consumo de energia ao longo de um ano.

Uso de tecnologia para tornar a arquitetura mais sustentável

A tecnologia evolui rapidamente e, atualmente, está mais fácil ter acesso à automação residencial. Basicamente, são equipamentos e acessórios que permitem tornar a casa sustentável e prática.

Alguns empreendimentos, como ICON, já vêm prontos para quem quer contar com um lar automatizado. E há vários exemplos de como isso pode acontecer no dia a dia, como:

  • eletrodomésticos com Wi-Fi para desligar a distância, evitando gastos desnecessários se esquecer algo ligado;
  • lâmpadas com sensor de movimento, que apagam automaticamente se não houver ninguém no local;
  • cortinas que abrem automaticamente ao amanhecer, deixando a luz natural entrar;
  • entre outras possibilidades.

Arquitetura sustentável precisa olhar para o futuro

Além de considerar as tecnologias e boas práticas atuais, a arquitetura sustentável precisa pensar no futuro, para entender como o projeto pode se manter atualizado por mais tempo.

Entre os exemplos está a inclusão de pontos individuais de carregamento de carro elétrico, como acontece no ICON.

Afinal, esse tipo de meio de transporte deve se tornar cada vez mais comum, passando a dominar o mercado em breve.

Há ainda outras maneiras de contribuir para a preservação do meio ambiente em casa. Que tal conferir as nossas dicas para uma decoração sustentável?

Além disso, conheça o ICON, o empreendimento inteligente da Tecnoart. Fale com os corretores e fique por dentro das atitudes sustentáveis que a construtora e incorporadora pratica no seu dia a dia.

Categorias e Tags relacionadas