fbpx

Estilo industrial: o que é e como aplicar na decoração?

Nem sempre um aspecto bruto é sinal de que a decoração foi feita sem preocupação com os acabamentos. Por exemplo, essa característica é dominante no estilo industrial, que se inspira no visual de indústrias e é tendência no mundo do décor.

Cores sóbrias e materiais pesados. Essas são algumas marcas do estilo industrial na decoração de interiores. E, diferentemente do que possa parecer, ele pode marcar presença em imóveis de alto padrão. Basta fazer boas escolhas.

Neste artigo, você vai descobrir o que é o estilo industrial, qual é a sua origem, quais são os seus principais elementos decorativos e como aplicá-lo no seu projeto!

O que é o estilo industrial?

Basicamente, é uma vertente no mundo da arquitetura e do design de interiores que emprega elementos das indústrias para compor a decoração. Assim, peças comuns no visual de fábricas, metalúrgicas e galpões são incorporadas aos ambientes.

Entretanto, não pense que por ser um estilo enraizado na indústria ele não possa ter as sutilezas de um design de alto padrão. Com um bom projeto e materiais de qualidade, é possível elevar um imóvel a outro patamar em termos decorativos.

Como surgiu?

O estilo industrial apareceu em um momento difícil da história dos Estados Unidos, especificamente na cidade de Nova York.

Na década de 1970, houve uma alta valorização imobiliária, combinada com uma onda de fábricas fechadas — entre falências e migrações.

Nesse período, muitas pessoas mudaram seu padrão de vida e buscaram imóveis mais acessíveis. Foi então que passaram a morar em galpões industriais desocupados.

Mesmo se transformando em espaços para famílias, esses locais mantinham as paredes de tijolos, as estruturas aparentes e até algumas máquinas.

Sem a intenção de criar uma vertente decorativa, nascia aos poucos um estilo que se consolidou, em pouco tempo, como sinônimo de personalidade.

Quais são as principais características da decoração industrial?

O estilo industrial se firmou durante os anos com suas marcas originais, mas também recebeu outras mais modernas, frutos de projetos que expandiram os limites das antigas fábricas.

Veja os principais elementos que o compõem:

  • ambientes integrados: o conceito aberto que alguns escritórios compartilhados usam hoje não é novo. A arquitetura industrial sempre privilegiou essa dinâmica em que todos os cômodos se encontram;
  • cores sóbrias: preto, cinza, marrom e azul-escuro são partes essenciais desse perfil;
  • tons vivos: vermelho, laranja e amarelo servem como elementos de contraste;
  • paredes de tijolos: fábricas não precisavam de acabamentos finos. Então, tijolinhos aparentes faziam parte delas e revelavam o lado cosmopolita de NY;
  • cimento queimado: mistura de cimento, areia e água que tem um aspecto rústico e reveste pisos e paredes;
  • tubulações aparentes: fios são embutidos em canos de metal, que oferecem uma estética mais bruta, porém bastante prática;
  • vigas de concreto e metal expostas: esses materiais são tradicionais em muitas indústrias e podem ser trabalhados de várias formas na decoração;
  • luzes sequenciais: linhas de produção precisam de iluminação uniforme. Por isso, o estilo industrial usa trilhos com spots direcionados;
  • metais: eles devem aparecer, principalmente, no mobiliário. Alguns são o aço, o alumínio, o cobre e o inox.

Como aplicar o estilo industrial na decoração do apartamento?

O seu projeto de décor industrial não precisa necessariamente contar com todos os elementos que listamos acima.

Bastam alguns recursos estratégicos e objetos decorativos para levar esse estilo para o seu imóvel. Confira as nossas dicas!

Integre os espaços

Os ambientes integrados estão em alta em diversos estilos decorativos. No perfil industrial, eles ajudam a dar um ar de modernidade. Por isso, invista em cozinha e sala conjugadas, assim como um escritório anexo ao quarto.

Mas claro, apesar de o estilo industrial ter o conceito aberto como uma de suas principais marcas, o seu espaço pode trazer elementos que atuem como divisórias. Portas de vidro, paredes de cobogós e estantes de metal são algumas sugestões.

Valorize a iluminação natural

Apesar de grandes indústrias terem portas fechadas na entrada, elas costumam contar com amplas janelas, que fazem com que a luz adentre com intensidade em seus interiores.

Portanto, busque transferir essa característica das fábricas para o seu projeto. Cortinas finas dão conta do recado.

Aliás, valorizar a iluminação também ajuda bastante na sensação de bem-estar e, consequentemente, na qualidade de vida.

Dê preferência a cores sóbrias

Preto, cinza, marrom e azul-escuro, entre outros tons que remetem a sobriedade e confiança, devem ser usados em maior escala.

Uma boa aposta nesse sentido é definir a paleta de cores antes do início da execução do projeto.

Capriche nos revestimentos

Como vimos, os tijolinhos à vista e o cimento queimado são os principais tipos de revestimentos quando o assunto é estilo industrial.

Atualmente, materiais como o porcelanato reproduzem fielmente essas alternativas com o luxo e a praticidade que você precisa.

Deixe alguns materiais à mostra

Você pode usar estruturas aparentes — como vigas e tubulações — de um jeito diferente em um imóvel pronto.

Definitivamente, não é preciso quebrar paredes e fazer novas instalações elétricas e hidráulicas apenas para conquistar o visual desejado.

Com materiais que simulem as estruturas reais estrategicamente posicionados, você atingirá o estilo industrial com muito êxito.

Use spots, LED e lâmpadas de filamento

A iluminação artificial bem direcionada atinge os pontos do imóvel que você quer evidenciar e ajuda a economizar energia.

Um bom jeito de alcançar esse resultado é com trilhos para spots e luzes em LED.

Lâmpadas de filamento também são interessantes para criar a atmosfera desejada em cada ambiente em termos de visual, temperatura e cor.

Decoração com lâmpadas em estilo industrial

Adote materiais pesados para o mobiliário

Metais diversos e madeiras rústicas são exemplos de matérias-primas que você pode usar nos móveis da sua decoração industrial.

Sem dúvida, essa mescla expressa com fidelidade a essência desse modo de decorar inspirado na cidade de Nova York.

Aposte em itens com marcas de desgaste

Metais, madeira e couro desgastados também podem servir como materiais para objetos decorativos que integrem o seu projeto em estilo industrial.

E tais peças podem ser desgastadas tanto de fábrica quanto por uso — aliás, nesse último caso, vale investir em artigos de luxo seminovos.

Estudar tendências da decoração como o estilo industrial é uma boa forma de conseguir ter as melhores ideias para elaborar o seu projeto.

Mas conte também com a ajuda de um arquiteto, designer de interiores ou decorador, pois esses profissionais sabem como aderir ao perfil sem perder o requinte.

Acompanhe mais tendências de décor de alto padrão nas nossas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube!

Categorias e Tags relacionadas